segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

2013

Filha, um ano novo sempre nos traz novas esperanças, expectativas e desejos.

O meu é simples, ter você saudável, como já é, e feliz e inteligente (como também já é), no seu primeiro ano na escolinha.

2013 também nos trará mais uma alegria, o Filipe, seu irmãozinho, que em Maio, será mais um anjinho aqui na terra.

Que 2013, traga muita saúde e paz para o nosso bebezão, né filha?
Aos leitores do blog, como acho que este será o último texto do ano, um ótimo Natal e um 2013 feliz, como o da Milena e do Filipe.

Grande beijo,
O pai dos dois.     


sábado, 1 de dezembro de 2012

Caras e Bocas X (eu acho)










It´s a Boy.

Meu anjo guerreiro, sim, um anjinho, meu Filipe.
Como a mamãe disse, ela tinha certeza que você era mesmo um menino, e é! A partir de agora, começamos a ter mais um tom de cores para dividir o rosa aqui do blog!


Você chega em um momento diferente de nossas vidas filho, é, diferente. Tão diferente que mesmo antes de saber que você, é você, seu nome já é Filipe!
Mudamos de casa, o papai teve um ano novo
no trabalho, um ano de expectativas
e que se encerra tranqüilo, feliz!
 
Feliz por você, por sua irmã, por mim
e pela mamãe e por esta nova fase de vida.
Por isso o “guerreiro”, acompanhar estas transições aqui do lado de fora, parecem
- só parecem - mais fáceis, mas sentir as sensações do lado de dentro do barrigão,
me dá a impressão de serem mais difíceis.
E você está aí filhão, saudável, dentro dos padrões normais da gestação da mamãe e já fazendo
seu papai chorar ao escrever!
DEUS, obrigado por minha vida, obrigado por me dar a oportunidade de sentir o que é ser pai,
de novo.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Caras e Bocas IX

Ou caras e barrigas?




Ensaio Criativo e redação publicitária



Oi minha Millena, quanto tempo né?

Tempo mesmo, ontem por exemplo, nem lhe vi (acordada), pela manhã, ficou dormindo quando lhe deixei na sua vó, chego a noite em casa, dormindo de novo...um dia sem brincar com você, sem te beijar e te pegar no colo, uma eternidade....

Mas o texto de hoje não é sobre isso, é que quando comecei a escrever, lembrei e resolvi, passar para o papel.

A correria diária não me permite ter tanto tempo para escrever, tempo para ser criativo, então ontem enquanto assistia uma palestra – muito boa por sinal – de um economista, que mais parece um publicitário, chamado Ricardo Amorim, lembrei dos meus ensaios criativos na faculdade, nas aulas de redação publicitaria.

E este ensaio era mais ou menos assim.

Quando queríamos desenvolver um texto, colocávamos no papal, palavras soltas, muitas vezes sem sentindo uma ao lado das outras e após esta coleção, teríamos subsídio para a nossa redação.

É o que farei....

Amor, bochechas, gravidez, sexo (pode? Acho que pode, mesmo assim, antes de vocês começarem a ler, apago), Fellipe, Manuella, Millena, sexta-feira, ultrassonogafia, DVD, expectativa, tempo, falta dele, mamãe, casa nova, escolinha, barrigão, dia-a-dia, amiguinhos, cocoricó, risadas, medo, tensão, alegria, trabalho, dinheiro, fraldas, suco, mamadeiras....

Livro Redação Publicitária, de Celso Figueiredo (leituta leve e obrigatória para redatores e publicitários)


Bom, esta é primeira parte do ensaio.

Como citei acima, a falta de tempo não me permite continuar com a segunda parte, que é unir as palavras que “joguei” em um texto para vocês dois.

Logo menos, o resultado...

Ah! Amo vocês!




domingo, 11 de novembro de 2012

Top Five

Não, hoje não tem texto pra Millena, nem pro Filipe - ou pra Manuella.

Hoje passo aqui pra deixar a indicação de um blog bem legal, escrito por mamães e que acharam o "Para Ler" na internet e nos presenteou com uma indicação hiper bacana, deixando o blog no TOP FIVE de papais blogueiros.

Obrigado às mamães do Recanto.

Para quem quiser visitar o blog das mamães, lá vai o link: http://www.recantodasmamaesblogueiras.com/2012/11/top-five.html?showComment=1352670803820#c2919966094563530413

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Minha filha e minha mãe.

A foto é antiga (calma mãe não foi isto que eu quis dizer), antiga no sentido que estava aqui comigo há muito tempo, e só tomei vergonha na cara de escrever algo pra ela agora.

Sim, duas crianças lindas, com olhares meigos e inocentes.

Espero que a menina linda do lado esquerdo seja uma pessoa de tão bom coração, de alma limpa e justa como a menina linda do lado direito, que possa sempre tratar a vida com alegria e com bom humor, mesmo quando hajam mais do que mil motivos para que seja o inverso.

Que possa ter sempre esta inocência no olhar, como a que vemos nesta foto.

Obrigado Millena, por ser minha filha.

Obrigado Cecília, por eu ser seu filho.

A esq; Millena, a dir; Cecília.
 

Revirando as coisas...

Tá certo, já entreguei o ouro aqui.

Falei que a inspiração anda meio longe e por isso, os textos mais escassos.

Tá certo também, o que está escrito aqui, não é mais novidade pra ninguém, ainda mais porque já estamos com mais de 13 semanas de gestação de nosso segundo Bebezão e além disso, até já existe um textinho parecido com este aqui no blog.

Mas revirando as pastas da minha área de trabalho, encontrei um arquivo Word, sem título, que reproduzo aqui...

Para Ler Quando ELES CRESCEREM
Isso mesmo, eles!

Taí, final de semana desses, tivemos a notícia, a Millena terá um irmãozinho, ou uma irmãzinha.
Nós já estávamos desencanados, imaginando em trazer mais um serzinho lindo, como é a Millena, para o mundo, mas posso falar com propriedade e experiência própria, a novidade assusta e deixa um friozinho na barriga (salvo o trocadilho), pasmem, até certo ponto maior do que da primeira vez.

Não sei explicar porque, os medos (meus medos) parecem que irão florescer de novo, sim, a preocupação de dar tudo certo na gravidez, que o novo bebezão - ou bebezona - se forme com perfeição, assim como foi sua irmãzinha, me deixa tenso, muito tenso.
Não tenho medo de criá-lo, de educá-lo, estou me saindo bem neste primeiro aninho com a MIlleninha, e com seu irmão - ou irmã - não será diferente, mas que o  friozinho na barriga bate, ah, bate.

                                                                                                   Os 3.

 

Caras e Bocas VII

sábado, 27 de outubro de 2012

Será que é ele?

Quem acompanha o blog desde o início sabe, desde a primeira gravidez da Dri nunca tive preferência pelo sexo do bebê, nunca mesmo.

Por mais que eu fale, a maioria das pessoas também nunca acreditaram, sempre dizem que opai quer um menino, por causa do futebol, destas coisas de "homem".

Sempre fui tenso, queria mesmo é que chegasse um bebê saudável como a minha Millena Maria é.

Mas sempre há os palpites, as intuições e afins. E por causa disso imaginávamos que Millena fosse o Filipe, é Filipe.

Um jantar na casa da vovódoidona que foi o lugar onde escolhemos, ou melhor, "ele" escolheu o nome que o bebê chamaria e até então não cogitávamos nenhum nome de menina, só meninos, então começamos:

Pietro, Gabriel, Guilherme, João, José, Filipe... no Filipe um chute no barrigão da mamãe, pronto, "ele" havia escolhido o nome dele, seria Filipe.

Mais ou menos uns dois meses depois, no ultra, vemos que na verdade era a Millena que havia chutado o barrigão da mamãe dela.

Agora, Deus nos dá mais um voto de confiança e nos envia mais um anjinho ou anjinha para ser o companheiro da Millena, no último ultrason, um chute da médica, pode ser um menino, na verdade o Filipe, nome que a irmã dele escolheu pra ele!

Mês que vem aviso vocês, qualquer coisa, peço pra Millena escolher um nome para a irmã dela!

Daqui a pouco, é a vez do Bebezão II.


 

 

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Falta Inspiração

Mas sobra vontade de escrever, de estar sempre com você Millena.

Sobra o medo também, o medo do novo, do que vem por aí.

Sou uma pessoa muito espontânea, não sou de pensar muito, quando coloco na cabeça uma coisa, ah, pra tirar dela, é praticamente impossível.

Foi assim toda a minha vida, quando comprei meu primeiro carro zero (aliás, faz tempo que não tenho um desses), o nosso primeiro apartamento (que espero, seja mesmo primeiro, assim, teremos o segundo, o terceiro - rsrssrs), até quando mudamos de casa (é alugada!), foi assim.

Não foi diferente quando resolvemos trazer você daquela nuvem lá de cima, porque não seria assim também com seu companheiro(a) que está no barrigão da mamãe?

Por isso o receio, a responsabilidade dobra (as caixas de leite também), dá um frio na barriga (salvo o trocadilho), mas estou feliz, ou tento estar, pois sei que além das caixas de leite e dos pacotes de fraldas dobrados, a alegria de mais um anjo em casa como é você, minha Milleninha, será dobrada também!

Que o Filipe, ou  Manuella, ou Pietro, só venha dobrar a festa que é ter uma criança em casa.

Por que eu terei DUAS!


sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Meus dois companheiros!

Oi Bebezão.

É, bebezão II, a missão.

Este texto estava pronto há um tempão, mas só pude, oficialmente, inseri-lo no blog, hoje.

Se acostume, assim como sua irmãzona (irmãzona por que ela já está com 1 ano e 4 meses (quase 5) e 14 kg. a ler estas histórias aqui no blog, mas deixemos da balelas e vamos ao que interessa!

Pôxa, e eu me vangloriava de ter UMA filha, UMA amiga pro resto da minha vida, ah, falam que as filhas com os pais são um ciúme só né?

Pois bem!

8 semanas de vida no barrigão da Dri.
Vocês conhecem aquele ditado, um é pouco, dois é....

Bom!!! Muito bom!!!!

Isso mesmo, agora tenho que me vangloriar em dobro, ganho mais um(a) companheiro(a) pra minha vida, é...Milleninha vai ter um irmão (ou uma irmã), mais um amigo(a) para dividir o papai e a mamãe, rsrsrsrsrs.

E já começa por aqui, dividindo a partir de hoje, as páginas do blog, que por enquanto, é todo rosa!

Daqui há pouco, mudo o nome da página, vai virar para LEREM quando CRESCEREM.

Bebê, seja bem vindo!

Que Deus coloque a mão dele – de novo – em você, e faça com que você saia do barrigão da mamãe daqui 9 meses assim como sua linda irmãzinha, mais uma criança cheia de saúde e de perfeição!

Seu pai tenso – por incrível que possa parecer – até mais tenso do que da primeira vez, já está esperando você aqui fora!

Até daqui há pouco!

Beijo, dos 3.

sábado, 15 de setembro de 2012

Papi e Mama

Filha, este é um dos primeiros registros de você falando Papai e Mamãe.

Sua mãe foi mais esperta, fingiu que estava dormindo e conseguiu vááááários "mamães", no meu caso, fui obrigado a colocar o áudio duas vezes.

De qualquer maneira, minha princesa, nem precisa te dizer o que fiquei fazendo com a gravação no celular né? Repetindo, repetindo, repetindo...

Enfim, cliquem e ouçam.

video

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Mais um destes projetos de poema!

Linda de chorar,
Assim lhe vejo, minha filha!
Choro de tanto amar.

Bochecas fofas de beijar,
Adoro fazer você dormir
Só para apreciar o seu ninar.

De seu sorriso, ao seu andar
Vendo esta foto
Tudo isso me fez lembrar. 


sexta-feira, 27 de julho de 2012

O parto...

Minha Millena Maria.

Você já deve ter lido em algum post colocado aqui há mais ou menos um ano atrás o que foi a experiência do papai na maternidade, vivenciando a expectativa de seu chegada, ou melhor, de sua saída, do barrigão da mamãe!

E como blog anda tomando algumas proporções que eu nem imaginava quando comecei a lhe escrever, fui "obrigado" a reviver estas experiências. Calma, você ainda não vai ter um irmãozinho, Papai do Céu saberá quando ele virá, não é mesmo?!?!

Mas voltando ao assunto do blog, o papai e a mamãe, foram convidados, por um grupo de estudo da USP a participar de uma pesquisa sobre o acompanhamento e a humanização do parto e olha só que bacana, o pessoal da pesquisa, nos encontrou por causa do seu blog!!!
As perguntas que respondi, fizeram eu lembrar de cada dia que eu ficava com a mamãe imaginando como seria a nossa vida a partir de sua chegada, ou saída (do barrigão), imaginava, imaginava e errei tudo, é muito melhor do que imaginei...rsrsrs. Ainda sobre a pesquisa, após as questões respondidas, pedia-se que fizéssemos um comentário sobre ela, e falasse um pouco do que foi viver a experiência do acompanhamento do parto.

 Como lhe falei no início deste texto, você já deve ter lido algo parecido, mas o que é bom e como me senti tão bem ao escrever e ao lembrar, me dou o direito de postar novamente...

Caros pesquisadores. A experiência de ser pai é algo fantástico, não só acompanhando o parto, mas o dia a dia de sua filha, as novidades que surgem a cada minuto. 

Uma nova atitude, uma nova manha, uma nova maneira de lhe olhar e de se comunicar. Hoje por exemplo, quando peço (pois é, ainda tenho que pedir - mas ela é muito carinhosa, pde fazer isso só quando quiser mesmo), a Millena corre e me abraça, a cada semana uma nova sílaba integra o seu vocabulário, ela já arrisca a cantar junto com a suas musiquinhas preferidas – garanto não serem as minhas preferidas, apesar dela curtir – e curte mesmo – ACDC, Red Hot, entre outros, mas nada que possa competir com as Galinhas Pintadinhas e os Cocoricós da vida... 

Eu costumo dizer que sou pai desde quando soubemos da gravidez da Dri, pois vivi intensamente os 9 meses de expectativa da chegada dela, pintando quarto, montando berço, etc...e tudo isso acabou virando este blog (ainda vira livro!) e saber que ele influencia pais e mães, que atinge pessoas que amam seus bebês como eu amo a minha bebezona, além de poder, de alguma maneira colaborar com qualquer melhoria, por menor que ela seja, na maneira com que os criamos e educamos - como é o objetivo desta pesquisa, é muito bacana para mim! 

Gostei bastante de participar da pesquisa e aproveito para divulgá-la aqui, no blog da Millena e poder contribuir um pouquinho mais. 

Millena Maria, agradece!

Aqui, está o link da Fan Page do grupo de pesquisa no facebook, para os pais e mães que desejarem participar, além do convite "Escolhas no Parto".


Fan Page: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=390586637672433&set=a.213383762059389.52098.203444329719999&type=1&theater

quinta-feira, 19 de julho de 2012

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Feliz? Sou mesmo!

Acorda rindo, apontando para suas bonecas.

Entra no carro e por mais fria que a manhã esteja – as últimas desta semana tiveram uma média de 9º - não reclama e pelo contrário, começa a ensaiar e querer cantarolar as primeiras estrofes assistindo o DVD da Palavra Cantada.

Sua vódoidona fala, sua bisa me falou ainda hoje e a cada dia com você eu tenho esta certeza, pois você tem o dom de me deixar assim, feliz.

Feliz, como você é!

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Meu dia fica melhor!


Nem me lembro quando foi a última vez que escrevi para você filha.

Estávamos meio sumidos né?

Mas a culpa é dela, filha, a rotina, sempre ela, atrapalhando.

Em tudo!

Acordamos para trabalhar, trabalhamos para pagar nossas contas, voltamos para casa para comer e dormir, e começar tudo de novo, um ciclo estressante, cansativo...

E sem redundâncias, estou cansado, o dia a dia é difícil, o trânsito, a logística....No trabalho, me restabeleço, pois amo minha profissão, gosto do que faço!

Mas talvez escrevendo para você, seja uma maneira de relaxar e poder extravasar, através destas letras, destas palavras...pois escrevendo para você projeto seu rostinho lindo na minha memória e só de pensar na minha Milleninha, ah, como já me sinto melhor.

Escrevendo começo a lembrar de coisas boas – como se com você tivesse algo de ruim, não é? - lembro do primeiro carinho que ganhei de você ao fazer você dormir, lembro, quase com lágrimas nos olhos de uma noite que você deitada depois de tomar sua “dedeira”, recebia uma massagem nas costas, feita pelo papai e toda vez que eu parava, você se mexia, como se quisesse mais, e na verdade queria, tanto que chegou a pegar na minha mão e colocar na suas costas quando parei de novo.
Pois, é. Agora imagine se eu não parava de segundos em segundos, só para ver você pegar na minha mão e colocar nas suas costas?

Que fantástico, filha, esta troca, este carinho que agora torna o recíproco, visível.

Estava com saudades do blog, de escrever para você!

Fazendo isso, meu dia fica melhor!

Obrigado, de novo, viu?

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Prece Materna

Oi filhota!

Fazia tempo que eu não passava por aqui, não é?

A falta de inspiração bateu e ficou sabe? Até tenho um textinho bem legal, que fala de sua primeira vez (calma lá, não é isso que estão pensando não), mas ainda preciso lapidá-lo, então, melhor esperar ela, a inspiração, voltar.

Enquanto isso, lendo os posts do facebook, encontrei uma publicação com o título que reproduzo aqui.
Como sou um pai com espírito materno, achei que manter o título seria o mais apropriado.

Pra mim, caiu como uma luva filha!



SENHOR, é tão bom ter uma filha !
Ajude-me a acertar, Senhor...
...
Faça com que eu a compreenda em todas as situações.
Que eu seja paciente com suas atitudes,
Que eu seja justa em todas as decisões, severa se for preciso,
mas que partilhe de suas alegrias.
Que eu possa diminuir e suavizar suas tristezas,
Que esqueça suas falhas e entenda sua linguagem.
Que eu aceite suas deficiências e que ela tenha certeza do meu apoio.
Que ela seja feliz comigo e mais tarde eu possa dizer:
OBRIGADO, SENHOR.
Acertei.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Você me transformou!

Verdade filha, me transformou, mesmo!
Eu pensei em um monte de coisas bacanas ontem, deitado na cama, em que eu tinha que escrever, ou falar quando fosse fazer este depoimento, mas uma pena, não me lembro nem de 1/3.

Como bom (ou não tão bom assim) publicitário que sou, tenho que dormir com um caderninho e uma caneta ao lado, pelo menos fico resguardado em caso de emergências como estas, não é mesmo?

Então, vamos lá!

Antes de tudo eu gostaria de agradecer a DEUS e a minha Nossa Senhora das Graças por esta princesinha saudável e perfeitinha que eles nos enviaram, além de nos darem esta alegria, que é vê-la completando um aninho de vida.

Enfim, resumir este seu, ou melhor, meu, quer dizer, nosso, primeiro ano, em um curto texto e que não faça todos aí do outro lado do monitor, ficaram cansados de ler, é dificílimo!

Primeiro que não foi um ano, e sim, um ano e nove meses, pois a minha parternidade começou desde o dia que eu soube que a mamãe estava grávida.

Mas desde o dia em que você saiu do barrigão dela, filha....aí sim, foi um ano em que eu só aprendi, sei que tenho muito a melhorar ainda como pai, mas posso falar de boca cheia (filha, não ao pé da letra, eu já lhe disse que falar enquanto mastiga é falta de eduação certo?), mas parafraseando o início deste texto, um ano de transformação, um ano que descobri o que é ter alguém pra cuidar (aí sim ao pé da letra!!!!!), ensinar, amar, mas principalmente, aprender!

E é isto que você faz comigo, Mi, me transforma a cada dia!

Feliz Aniversário Filhona!

Do seu pai que te ama muito, mais do que você possa sonhar em imaginar!

Beijão!

sábado, 12 de maio de 2012

Como educar seu filho...

André Gomes, um redator amigo do papai e da mamãe, dos tempos de agência,

Criou uma página, muito bem humorada mas totalmente realista sobre como educar seu filhos nos tempos de hoje.

Vale a pena conferir:

http://www.facebook.com/#!/ComoEducarSeuFilho

Abraço a todos!

terça-feira, 8 de maio de 2012

Já trocou sua fralda hoje?

Eu já, eram mais ou menos umas 6e30 da manhã!

E foi um dos melhores presentes de aniversário da minha vida!

Primeiro, porque foi o primeiro aniversário que passei ao
lado da minha filha, neste dia no ano passado ainda faltara 6 dias para que ela saísse do barrigão da mamãe dela!

Foi a segunda pessoa que vi hoje!

A primeira foi a mamãe, que acordou mais cedo que eu só para deixar um recado escrito com batom no espelho do banheiro (não coloquei o post antes por que queria colocar junto com a foto).



Enfim, minhas princesas, muito obrigado por fazerem mais um dia especial para mim, muito obrigado Dri, minha amada, por me dar esta princesa que é nossa filha, muito obrigado filha, por ser o maior presente que alguém poderia ter recebido.

Amo vocês e que nós possamos sempre ao nos olharmos, termos nos rostos e recebermos sorrisos como estes da foto.

Ah, e se prepara hein Dri, daqui 3 dias, é sua vez, viu? Minha velhinha....

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Tá chegando...

Oi princesinha!

Maio "tá" chegando, e com ele muitos eventos.

Dia das mães, aniversário do papai, aniversário da mamãe e o melhor de todos, o seu!!!!

E para fazer o "esquenta" navegando em um site, vi o que de mais interessante aconteceu ao longo de anos e anos, no dia 14 de maio, veja só:





Viu só?

Tá bom, nasceu George Lucas, David Byrne (Talking HEads é muito bom!), mas calma lá!

NÃO ACONTECEU NADA DE INTERESSANTE NO DIA 14 DE MAIO!

Até 2011, filha, pois esta virou a data em que a minha vida mudou, para melhor é claro e que me transformou na pessoa mais feliz do mundo.

14 de maio, o dia da minha filha, o melhor dia do mundo!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Corujão

Oi Mi.

Escrevo o post de hoje com cara e olhos de sono.

Não sei se são os dentinhos rasgando sua gengiva, ou se você já se acostumou com o calor da mamãe nas madrugadas, mas a verdade é que de 5 dias, ou melhor, noites, você acordou durante o nosso sono, em 4.

Ontem nem ouvi você chorar, ao levantar para ir ao banheiro vi seu quarto aceso e a mamãe lá.

Trocamos de lugar, ontem fiquei com você. A mamãe, após 3 noites acordada, foi descansar depois de fazer sua dedeira.

Filha, por mais cansado que eu estivesse, como é lindo ver você deitada na cama do meu lado com esta mãozinha pequenina fazendo carinho na minha barba, abraçando seus bichinhos de pelúcia e procurando uma etiqueta da almofada pra fazer "naninha".

Você foi neste embalo por mais ou menos uma hora, até que capotou, literalmente.

Mas uma coisa é fato, é tudo lindo, pra você nunca vou ter cansaço, mas hoje á noite, vê se dorme tá bom?

Boa noite!

domingo, 8 de abril de 2012

Tempos modernos.

Não, não que você nunca tenha ficado sozinha com o papai. Mas ontem, batemos o recorde.

A mamãe foi fazer compras na 25 de março, filha, aquilo é uma delícia, pouquíssimas pessoas, não se tem fila pra nada e quase ninguém imagina que lá os preços valem a pena e se encontra tudo que quer.

E na véspera da páscoa então, ah, fica mais tranquilo ainda, né?

Fica nada, aquele lugar é o verdadeiro inferno na terra, filha. Vive lotado, é gente esbarrando em você a todo momento, pra se entrar em uma loja, tem fila, imagina pra pagar, não, só passo ali perto para ir ao mercadão e olhe lá....

Então  nós dois, ficamos "de castigo", fomos trocar as luzes do carro e passear no shopping, que, por ser 10e30 da manhã estava sim, bem tranquilo.

O primeiro passo, buscar um carrinho pra você, afinal, 12kg no braço por horas, não dá, né? Bom chegando no espaço família do shopping, antes de pegar um carrinho, nós tínhamos que trocar seu xixizão, eu e mais umas 5 mamães, até aí tudo bem, umas olhavam pra gente com cara de espanto, outras de orgulho, e outras até de desdém, tipo assim: "Ah, coitada desta menina, tomara que a mãe volte logo".

Enfim filha, nâo ligamos pra elas, "alugamos" nosso veículo e fomos lá, dar o nosso rolé.

Você almoçou, comeu sua sobremesa e devorou uns 3 ou 4 biscoitinhos de polvilho, rodamos por algumas lojas e só não compramos a Bíblia Tricolor por que era a última peça na Saraiva e a caixa estava amassada.

Bom, já era chegada a hora de ir embora e devolver seu carrinho, não antes de trocar de novo sua fralda, que desta vez, estava muito mais pesada e cheirosa (totô). Só que desta vez o berçário estava vazio, quer dizer, quase. Apenas um papai trocando a fralda de seu filho.

Tá vendo, quem disse que berçário de shopping não é lugar pra falar de futebol também?

Tempos modernos.

Em tempo: Feliz Páscoa aos leitores do blog!

sábado, 17 de março de 2012

Desculpa filha!

Pois é, você já engatinha, arrisca alguns passinhos ao se segurar nas paredes e até ensaia se equilibrar até cair de fraldas no chão.
Isso fez com que o papai pensasse que você já fosse grande o suficiente para ficar sozinha no sofá comendo  o seu biscoito de polvilho, enquanto eu ia até a cozinha e com orgulho, falar para a mamãe o que eu havia feito.
Da janela americana da cozinha, vimos a m. que eu fiz. Pimba! Princesinha, você deu um rodopio e só parou no chão.
Que culpa, filha, eu que te derrubei, né?
Graças a Deus, mais um tombinho e só o susto. E como bem dizem, depois da tempestade, a bonanza.
Que engraçado, filha. Saímos correndo para te resgatar, a mamãe com uma chuquinha de água e depois de alguns goles, lá estava você, comendo seu polvilho, você caiu, mas não largou seu biscoito.
Quem será que você puxou, hein?

sexta-feira, 16 de março de 2012

Êita menininha tinhêta!

Escrevo o título deste texto (que talvez nem tenha muito a ver com ele) e vejo a sua vódoidona falando.

Hoje recebi uma mensagem no Facebook (acredito que você ainda vai ter o seu e vai gostar de navegar por lá) que me deixou surpreso e contente.

Recebi esta mensagem da colega virtual, chamada Mônica, que é dona de um blog chamado Comer para Crescer, hoje foi publicado lá uma matéria sobre Pais Blogueiros;
http://www.comerparacrescer.com/2012/03/pais-blogueiros/

O assunto é totalmente pertinente, pois assim como as mulheres revolucionaram o mercado de trabalho na busca da igualdade, acredito que nós, os pais, fomos revolucionados por nossos filhos.

É uma outra vida (literalmente) que vivemos a partir do dia em que nascem e saber, ter a humildade de assumir isso, que antes era só privilégio feminino, é muito legal.

Aí, lendo a matéria, adivinha quem estava lá:
Você, quer dizer, eu, ops, nós dois!!!!!

Olha só o seu blog e você sendo divulgado na mídia - Hahahaha, você é um sucesso filha!!!! (Eu já sabia).

Mônica, obrigado pela divulgação e por ter visitado o blog.

Millena Maria, agradece!!!!!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Parabéns pra você...

Filha!

Hoje é o seu 10º mês de vida fora do barrigão da mamãe!!!!

ÊÊÊÊÊÊ...hoje tem bolinho a noite - Eu te dou um pedacinho tá bom?
E a noite, coloco as fotinhos de você se lambuzando nos docinhos.

Te amo filhota!

segunda-feira, 12 de março de 2012

Te amo! Assinado: Papai.

Mi, fazia tempo que não escrevia para você não é?

Mas que coisa, começo todos os textos assim, fazia tempo.., estou de volta...., saudades de escrever pra você.

Quanta babozeira, eu que devo ser mais freqüente e passar por aqui pelo menos uma vez por semana não é mesmo?

Mas enfim, vou parar com minha auto-punição e ir ao que interessa, que é o texto da semana (ou seria do mês) para você.

Escrevo-lhe hoje, 12 de março, na antevéspera de seu aniversário de 10 meses, filha.
E falo sem medo de errar, parece que foi ontem que estávamos saindo da maternidade.

Mas sem saudosismos, na verdade o que mais aprecio e que tenho a obrigação de lhe escrever, isto para que você saiba filha, o quanto sou feliz em ter você aqui.

A cada dia, uma surpresa!
Um conhecido me disse ao me parabenizar por você, vendo você quase andando no aniversário do vovô:

“ – Agora, se prepare!”

Eu respondi:
- Não tenho como me preparar, só Deus, afinal, a cada dia é uma novidade, a cada dia uma surpresa agradável.
(Você já sabe descer do sofá e da cama – e é fantástico).

Então filha, peço a Deus que me prepare para poder lhe amar a cada dia mais.

Li que os filhos são um empréstimo que recebemos, uma lição de vida para aprendermos o que é amar incondicionalmente alguém, sem esperar nada, absolutamente nada em troca.

E disso, apesar de escrever com uma pontinha de dor no coração, eu sei que nunca poderei exigir de você um amor igual ao meu por você, por mim.

Isto porque você só terá a noção do quanto lhe amamos quando você for mamãe, e aí filha, se prepare, não posso lhe falar como é, até porque, não sei explicar, só sentir.

Por enquanto, é isso....



segunda-feira, 5 de março de 2012

Uma zaga de arrepiar

Pois é Milleninha, e o nosso time que já teve Oscar, Dario Pereira e Lugano e porque não, Fabão (afinal, também ganhou uma Libertadores e um Mundial), agora só nos dá susto, não é mesmo?

Olha só a sua cara quando tem bola cruzada na área do nosso tricolor!

Meu Deus, que saudade do Muricy!

Papai, porque o São Paulo só Perde?

Como já deu pra notar aqui no blog, sou um São Paulino fervoroso, desde muito antes de me meter nessa de ser escritor amador. Mas nessas o...