segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Literalmente, capotado!



Filho! 

Sua VovóDoidona que conta, não me lembro, afinal de contas, eu tinha apenas 9 meses de vida fora do barrigão dela.

Dormindo na casa da minha avó, na cama de casal dela, rolei e cai da cama.

Normal, acontece.

Com um choro, alguém iria até lá, me pegaria no colo e tudo resolvido, ou eu voltaria a dormir, ou pediria uma mamadeira e tudo resolvido.

#SQN

Quando sua VóDoida entra no quarto, uma pane, o gordinho aqui que vos escreve, sumiu!

E procura ali, acolá e nada – Mas também para onde poderia ter ido um bebê de 9 meses, que ainda nem ensaiva os primeiros passos?

Simples, ao cair, continuei dormindo e rolei pra debaixo da cama.

Minha mãe no quarto só fez atrapalhar meu sono, pois ao me pegar, me acordou.

E não é que a vida se repete?! Hoje de madrugada, as 4h17 para ser mais exato, acordo com um grito da mamãe: “Rodrigo do céu, corre aqui”.

Eis que entro no seu quarto e a mamãe está pegando você no colo, do chão....rsrsrs.
Você dormia tranquilamente em seu carrinho, mas do nada, ou não, pois você deve ter se mexido muito, escorregou dele e assim como seu pai, mas muito mais precoce, afinal você só tem 6 meses, continuou dormindo, como um anjinho.

Mas valeu, pois você já acordou com um belo sorriso no rosto, como querendo dizer, estou bem, só me deixem dormir!

Foi o que fizemos, a mamãe preparou “aquela têta” para você, que continuou dormindo, pois na verdade, a mamãe e o papai só foram lá, para te acordar!

Não é mesmo?

domingo, 20 de outubro de 2013

Vida

Não vou escrever muito, ultimamente a inspiração não deixa...

Às vezes, uma imagem fala mais do que diversas palavras.

Só quero lembrar a vocês dois, por mais clichê que possa parecer:

Vocês são, sempre serão, a razão do meu viver.

Obrigado por serem meus filhos.

Papai.

sábado, 12 de outubro de 2013

12 de Outubro

O "Spider" é maior que ele.
São 7 e 50 da manhã, não, não acordei agora. A mamãe agora dorme, depois de uma madrugada looonga, dando de mamar pro Lipe.

Eram 6 da manhã, e já era uma festa aqui em casa hoje, meus filhos. Afinal, além do Dia de Nossa Senhora, hoje é o dia de vocês, o Dia das Crianças.


E por isso resolvi escrever, enquanto o Lipe está em seu sono matinal (é, vocês adoram trocar o dia pela noite, meus amores e você, Millena, pergunta o que faço no computador e eu lhe respondo com uma frase que você ainda não entende - "o Papai está no computador, escrevendo para você, quando souber, ler o quanto amo vocês dois."

Mas voltando ao Dia das Crianças, este texto é para ser uma homenagem a vocês, meus anjos, e que este Dia das Crianças seja apenas um exemplo do que vocês devem ser e levar com vocês pro resto da vida.


Como esta Minnie fala.
A pureza no olhar, nas atitudes e o dom de enxergar um mundo colorido, sem problemas, boletos, e afins.

Com responsabilidades, mas que nunca serão maiores do que viverem felizes, alegres e com este brilho no olhar que vocês possuem, que conseguem iluminar a mais cinzenta noite.


Que a vida de vocês seja um eterno Dia das Crianças, minhas riquezas.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Já valeu ter vivido.


Ontem estávamos sentados no sofá em casa, eu com o Lipe no Colo, a Mamãe na poltrona ao lado quando vem uma menininha loira, correndo do seu quarto pra sala, chega do lado de sua mão e fala: “Te amo, mamãe” lhe dando um beijo e um abraço.

Mamãe nem sabe o que falar, fica estonteada com tanta prova de carinho e amor e resume tudo isso em uma frase:
Festa!
“Já valeu ter vivido”.

Semana passada, fiquei cinco dias fora de casa, viajando a trabalho, voltei para São Paulo em um sábado, eram quase meia noite.

Quando chego em casa, bexigas e cartazes colados na parede da sala e todos acordados para me recepcionar e esta mesma menininha loira, escondida no quarto, fazendo charme e esperando que eu fosse até ela. Quando me viu, não falou nada, saiu correndo e agarrou o meu pescoço, nunca tão apertado quanto desta vez.

Por este abraço, e por este carinho das minhas 3 riquezas, faço minhas, as palavras da mamãe:
“Já valeu ter vivido”.
Os 4!

Papai, porque o São Paulo só Perde?

Como já deu pra notar aqui no blog, sou um São Paulino fervoroso, desde muito antes de me meter nessa de ser escritor amador. Mas nessas o...