sexta-feira, 29 de junho de 2012

Meu dia fica melhor!


Nem me lembro quando foi a última vez que escrevi para você filha.

Estávamos meio sumidos né?

Mas a culpa é dela, filha, a rotina, sempre ela, atrapalhando.

Em tudo!

Acordamos para trabalhar, trabalhamos para pagar nossas contas, voltamos para casa para comer e dormir, e começar tudo de novo, um ciclo estressante, cansativo...

E sem redundâncias, estou cansado, o dia a dia é difícil, o trânsito, a logística....No trabalho, me restabeleço, pois amo minha profissão, gosto do que faço!

Mas talvez escrevendo para você, seja uma maneira de relaxar e poder extravasar, através destas letras, destas palavras...pois escrevendo para você projeto seu rostinho lindo na minha memória e só de pensar na minha Milleninha, ah, como já me sinto melhor.

Escrevendo começo a lembrar de coisas boas – como se com você tivesse algo de ruim, não é? - lembro do primeiro carinho que ganhei de você ao fazer você dormir, lembro, quase com lágrimas nos olhos de uma noite que você deitada depois de tomar sua “dedeira”, recebia uma massagem nas costas, feita pelo papai e toda vez que eu parava, você se mexia, como se quisesse mais, e na verdade queria, tanto que chegou a pegar na minha mão e colocar na suas costas quando parei de novo.
Pois, é. Agora imagine se eu não parava de segundos em segundos, só para ver você pegar na minha mão e colocar nas suas costas?

Que fantástico, filha, esta troca, este carinho que agora torna o recíproco, visível.

Estava com saudades do blog, de escrever para você!

Fazendo isso, meu dia fica melhor!

Obrigado, de novo, viu?

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Prece Materna

Oi filhota!

Fazia tempo que eu não passava por aqui, não é?

A falta de inspiração bateu e ficou sabe? Até tenho um textinho bem legal, que fala de sua primeira vez (calma lá, não é isso que estão pensando não), mas ainda preciso lapidá-lo, então, melhor esperar ela, a inspiração, voltar.

Enquanto isso, lendo os posts do facebook, encontrei uma publicação com o título que reproduzo aqui.
Como sou um pai com espírito materno, achei que manter o título seria o mais apropriado.

Pra mim, caiu como uma luva filha!



SENHOR, é tão bom ter uma filha !
Ajude-me a acertar, Senhor...
...
Faça com que eu a compreenda em todas as situações.
Que eu seja paciente com suas atitudes,
Que eu seja justa em todas as decisões, severa se for preciso,
mas que partilhe de suas alegrias.
Que eu possa diminuir e suavizar suas tristezas,
Que esqueça suas falhas e entenda sua linguagem.
Que eu aceite suas deficiências e que ela tenha certeza do meu apoio.
Que ela seja feliz comigo e mais tarde eu possa dizer:
OBRIGADO, SENHOR.
Acertei.

Papai, porque o São Paulo só Perde?

Como já deu pra notar aqui no blog, sou um São Paulino fervoroso, desde muito antes de me meter nessa de ser escritor amador. Mas nessas o...