segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A recompensa

Fazia tanto tempo que eu não lia, não sentia o que era escrever pra vocês.

Dias complicados, pesados, chatos...

Aí, pego pra ler um texto antigo escrito pra você, filha, meus olhos ficam marejados e me dou conta do quanto é bom ter vocês bagunçando a casa, fazendo birra pra comer mais um pão com Nutella e sair de casa com a recompensa (como eu tive hoje), do Lipe me agarrando querendo colo e não me deixando ir trabalhar.


Aí, me dou conta, que na verdade, quem deve a recompensa a vocês, por trazerem luz aos meus dias, sou eu.

Papai, porque o São Paulo só Perde?

Como já deu pra notar aqui no blog, sou um São Paulino fervoroso, desde muito antes de me meter nessa de ser escritor amador. Mas nessas o...