sábado, 27 de outubro de 2012

Será que é ele?

Quem acompanha o blog desde o início sabe, desde a primeira gravidez da Dri nunca tive preferência pelo sexo do bebê, nunca mesmo.

Por mais que eu fale, a maioria das pessoas também nunca acreditaram, sempre dizem que opai quer um menino, por causa do futebol, destas coisas de "homem".

Sempre fui tenso, queria mesmo é que chegasse um bebê saudável como a minha Millena Maria é.

Mas sempre há os palpites, as intuições e afins. E por causa disso imaginávamos que Millena fosse o Filipe, é Filipe.

Um jantar na casa da vovódoidona que foi o lugar onde escolhemos, ou melhor, "ele" escolheu o nome que o bebê chamaria e até então não cogitávamos nenhum nome de menina, só meninos, então começamos:

Pietro, Gabriel, Guilherme, João, José, Filipe... no Filipe um chute no barrigão da mamãe, pronto, "ele" havia escolhido o nome dele, seria Filipe.

Mais ou menos uns dois meses depois, no ultra, vemos que na verdade era a Millena que havia chutado o barrigão da mamãe dela.

Agora, Deus nos dá mais um voto de confiança e nos envia mais um anjinho ou anjinha para ser o companheiro da Millena, no último ultrason, um chute da médica, pode ser um menino, na verdade o Filipe, nome que a irmã dele escolheu pra ele!

Mês que vem aviso vocês, qualquer coisa, peço pra Millena escolher um nome para a irmã dela!

Daqui a pouco, é a vez do Bebezão II.


 

 

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Falta Inspiração

Mas sobra vontade de escrever, de estar sempre com você Millena.

Sobra o medo também, o medo do novo, do que vem por aí.

Sou uma pessoa muito espontânea, não sou de pensar muito, quando coloco na cabeça uma coisa, ah, pra tirar dela, é praticamente impossível.

Foi assim toda a minha vida, quando comprei meu primeiro carro zero (aliás, faz tempo que não tenho um desses), o nosso primeiro apartamento (que espero, seja mesmo primeiro, assim, teremos o segundo, o terceiro - rsrssrs), até quando mudamos de casa (é alugada!), foi assim.

Não foi diferente quando resolvemos trazer você daquela nuvem lá de cima, porque não seria assim também com seu companheiro(a) que está no barrigão da mamãe?

Por isso o receio, a responsabilidade dobra (as caixas de leite também), dá um frio na barriga (salvo o trocadilho), mas estou feliz, ou tento estar, pois sei que além das caixas de leite e dos pacotes de fraldas dobrados, a alegria de mais um anjo em casa como é você, minha Milleninha, será dobrada também!

Que o Filipe, ou  Manuella, ou Pietro, só venha dobrar a festa que é ter uma criança em casa.

Por que eu terei DUAS!


Vai ter textão, sim!

Olhar suas fotos pequenina em nosso colo, com aquele rostinho, não menos puro que o de agora, mas com traços de bebê, contrastam demais com...