segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Daquelas coisas que valem a pena na vida!

Escrevi este texto há dias atrás...e achei que poderia servir de inspiração a vocês, meus amores, para ouvirem o papai, para fazerem sempre o que quiserem e para que sejam felizes.



Sejam felizes, sim! Por tudo que vocês podem, poderiam, ou não puderem, não fizeram a vida toda...


Seja por uma imposição de seu círculo social, seja por apenas ou uma regra da humanidade!(Aqui entraria um palavrão, mas a mamãe brigaria com o papai e realmente, não seria apropriado para um blog infantil, não é mesmo?)


Ok, não estou pregando a irresponsabilidade (nem devo, posso e quero...), nem tão pouco a rebeldia dos anos 70 às vésperas do Woodstock.  
(Que aliás, deve ter sido o máximo este Rock’n Rio da época dos meus pais! Sim, seus avós)


Estou pregando a felicidade, a busca pelo que nos faz e fará felizes, para todo o sempre....ou apenas (será apenas mesmo?) a busca por algo que mesmo após ter se encerrado, ao ser lembrado, não lhes faça franzir a testa, mas sim, abrir um largo sorriso, de satisfação e alegria por ter feito parte daquilo e vivido, por mais rápido, intenso e louco, que tenha sido, tudo isso um dia!


Vivam, meus amores, celebrem e brindem a vida a cada dia, busquem em cada atitude, ao se olharem no espelho, abrirem um largo sorriso ao lembrar de tudo o que viveram e de imaginar tudo o que ainda viverão.


Isto sim, é o que valerá a pena!


E tomara, eu possa ser, ao longo de minha vida, lembrado por vocês, com este sorriso no rosto, pois é com este sorriso que termino de lhes escrever...:)

Amo vocês!

Mais do que a minha vida!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Minha Millena, meu tudo!

Então você chega em casa, com a cabeça cheia, bagunçada...

Sua filha, de apenas 3 aninhos e meio vem correndo para lhe dar um abraço e ouvi de mim:

"Filha, você é o amor da minha vida."

Eis que ouço dela:

"E você, da minha, papai."

Não falei, você é meu maior remédio, filha!

Vai ter textão, sim!

Olhar suas fotos pequenina em nosso colo, com aquele rostinho, não menos puro que o de agora, mas com traços de bebê, contrastam demais com...