terça-feira, 4 de julho de 2017

Um Desabafo

Sobre birras, bravezas e tudo mais....

Da minha falta de paciência, da correria matutina da mamãe pra deixar tudo pronto pra saímos de casa logo cedo - no horário, e eu, refém do relógio...

É complicado sair de casa, pela manhã, já cansado.

É complicado sair de casa para encarar mais um dia, dessa maneira.

Mais complicado ainda foi ter que ver suas carinhas, até assustadas, depois de um ataque nervoso desses que dei hoje.

Nenhuma demora sua filha, ora escolhendo colocar o tênis rosa, ou o “de rodinha”, querer ou não colocar a blusa do uniforme e ainda fazer questão de ir com a tiara de “oncinha”, ao invés de outra qualquer, justifica minha atitude logo cedo.

Não é justo com vocês, tão pequeninos, não é justo para a vida de vocês, um grito dói mais que um tapa muitas vezes e foi como me senti, “batendo” em vocês com minha voz...

Não me senti nada bem, não fiquei bem, escrevo porque não estou bem.

Ver a carinha assustada do Lipe, encostado no corredor, ver você, Mimi, chorando e me abraçando na porta da escola, depois que chegamos, me fez sair dirigindo para o trabalho, chorando, assim como agora, enquanto lhe escrevo esse desabafo, e, me fez desabar, por pensar e saber que tenho muito o que melhorar como pai, para vocês dois.

O papel aceita tudo, né? As palavras escritas aqui, nem sempre se transformam em regra ou diretriz para o nosso, insano, dia a dia, não é mesmo?
Mas mesmo assim, espero que hoje seja um marco, para que eu possa corresponder a expectativa de vocês dois, meus amores, para que eu possa ser o Pai que vocês merecem.

Uma pena, mas parece que ainda não sou...

Amo vocês dois!

Papai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

São Escolhas

Passeando de carro com a Millena, esses dias, ela olha para os caros do lado e me pergunta: "Papai, esses carros que não tem banco at...