segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A recompensa

Fazia tanto tempo que eu não lia, não sentia o que era escrever pra vocês.

Dias complicados, pesados, chatos...

Aí, pego pra ler um texto antigo escrito pra você, filha, meus olhos ficam marejados e me dou conta do quanto é bom ter vocês bagunçando a casa, fazendo birra pra comer mais um pão com Nutella e sair de casa com a recompensa (como eu tive hoje), do Lipe me agarrando querendo colo e não me deixando ir trabalhar.


Aí, me dou conta, que na verdade, quem deve a recompensa a vocês, por trazerem luz aos meus dias, sou eu.

Um comentário:

  1. Caro Rodrigo, Sempre que olhei para você vi o profissional dedicado e comprometido com a causa da organização. Agora tomo conhecimento que, além disto és também um pai sensível e cheio de amor para com seus entes queridos. Parabéns!

    ResponderExcluir

Vai ter textão, sim!

Olhar suas fotos pequenina em nosso colo, com aquele rostinho, não menos puro que o de agora, mas com traços de bebê, contrastam demais com...